x Logo Dr. Visao

Dr. Visão

Guia To Go

18 h 32

Sábado, 24 Outubro 2020

GUIA DE NOTÍCIAS

NOTÍCIA


23/03/2012

Eu me senti lesado, diz vítima de golpe de oftalmologista

“Quando eu fui reclamar com ele, ele ficou meio nervoso, negava o erro e insistia que a receita estava correta e que o outro médico que fez meu outro óculos é que estava errado”, contou. Indignado, Alex tentou avisar as outras pessoas que aguardavam por uma consulta que ele não era um profissional sério, mas ficou com receio de se expor. “O lugar estava cheio”, acrescentou.

“Eles me deram um vale compras da ótica, uma espécie de cala a boca para eu não falar o que tinha acontecido”. O vale também possuía uma assinatura ilegível, lembrou Alex.

Ao G1, a médica oftalmologista Tânia Schaefer explicou que o paciente que usa lentes corretivas inadequadas terá dores de cabeça, lacrimejamento, desconforto e não poderá executar as tarefas diárias de acordo. Segundo a médica, as pessoas não devem usar os óculos que incomodam.

“O que a Sociedade Brasileira de Lentes de contato, Córnea e Refratômetria recomenda é que as pessoas não façam óculos ou exames de vista sem ser com oftalmologista, o único profissional capacitado para desempenhar a função de diagnóstico”. Ainda de acordo com Shaefer, o paciente deve ficar atento ao alvará de funcionamento que deve existir, visivelmente, em todos os consultórios e lembra que todos os médicos devem estar cadastrados no Conselho Regional de Medicina (CRM).


G1

  • 2bOIF0SxC - 25/06/2013

    83vSxD8Pt

    Coisa estranha!Internet lenta,difedcil de reecber e enviar. Estava escrevendo no seu comments e craw , fiquei sem energia ele9trica!E mais estranho ainda, foi esse inedcio do meu comments postado sem que eu o tenha enviado Miste9rio Mas, vamos le1.Lendo sobre a sua vida de Biblif3filo, bibliotece1rio, lembrei de alguns personagens muito interessantes que, por incredvel que possa parecer, tambe9m se3o biblif3filos.O primeiro era um indigente que circulava pelo Jardim da Luz. Nada o diferenciava dos outros que por le1 esmolavam. A diferene7a estava dentro de uma pequena mala que carregava. Dentro dela, alguns livros, embrulhados em papel-pardo. Seu Maior tesouro, como ele mesmo dizia.E o tesouro era revelado quando sentava-se em um banco, escolhia um livro. retirava-o da mala, cuidadosamente desembrulhava-o e iniciava a leitura. Alguns tedtulos que eu recordo dessa biblioteca-circulante de um sf3cio sf3: Seara Vermelha , O Homem que Calculava , Diva e uma incredvel edie7e3o da Iledada ! Livros sem orelhas de marcae7e3o de pe1gina. Pasmem!O segundo, era o signor Nello, biblif3filo, dono de uma grande biblioteca que ne3o era sua. Dono da Biblioteca Circulante de Mooca.Biblif3filo, Bibliotece1rio, passava a manhe3 na sala de leitura. Comunicativo, indicava livros aos freqfcentadores; sabia onde estavam, penso, todos os livros que procuravam. Costumava, antes de ir embora, percorrer os longos corredores das estantes e,se fora de lugar, arrumar os livros Afinal era a sua bilbioteca.Por quea dessas duas historinhas? Para mostrar que Biblif3filos podem ter um livro, alguns livros; uma biblioteca grande/pequena que pode ser sua ou ne3o. Do indigente do Jardim da Luz, ou o Seu Nello ao grande MINDLIN existe algo que os nivela: o phedlo. O grande amor e cuidado pelos livros.Se bem que, ne3o sei se existem hoje em dia, he1, ou havia, uma espe9cie degenerativa de biblif3filos Os que compravam livros encadernados a metro para complementar a decorae7e3o de um espae7o Metros de livros com a encadernae7e3o na cor exata para se harmonizar com o ambiente E conhee7o um biblif3filo-aberrae7e3o: Ele tem um grande nfamero de fichas, resumos de livros, comente1rios de orelha , etc. Neste caso, o phedlo e9 pecunie1rio Um grande amor pelo dinheiro que uma cf3pia de resumo lhe render Abrae7e3o.

Este Portal é um veículo de conteúdo, informação e divulgação sobre assuntos relacionados a oftalmologia (IMPRENSA), todo conteúdo veiculado é de responsabilidade de seus autores. NUNCA deixe de consultar o seu médico oftalmologista.
TEMAS
Portal DR. VISÃO - Todos os direitos reservados - ® 2000 - 2011